facebookorkuttwitter
Até quantas vezes devo perdoar meu irmão?

 Existem pessoas que possuem uma dificuldade muito grande de perdoar. Ao tratarmos de um cristão (crente), pensa-se que essa dificuldade não existe, no entanto, ela existe sim, e tem sido motivo de problemas de relacionamentos no seio da igreja.

Jesus falou muito sobre o perdão e Ele mesmo nos deu o exemplo maior, ao perdoar os que lhe ofendiam e lhe pregavam na cruz (Lc 23.34).
Na oração do Pai Nosso, em Mt 6.9-145, há um condicionante para recebermos o perdão de nossas falhas, nos versículos 14 e 15:
 
 “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoarás a vós. Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai não perdoarás as vossas ofensas”. Para mim, parece claro a exigência bíblica de perdoarmos para sermos perdoados.
 
Certa vez em seu ministério, Jesus estava ensinando sobre o perdão. Em Mt 18.15-22, onde Ele mostra como trata rum irmão que peca contra nós. No final Pedro pergunta:
 
Então, Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?
Jesus lhe disse: Não te digo que até sete, mas setenta vezes sete. (Mt 18.21,22).
 
Como podemos entender esse assunto? Será que Jesus disse que deveríamos multiplicar 7x70=490, e perdoarmos o quantitativo desse número? Não. Não é esse o entendimento e nem o ensino que Jesus quis passar. Trata-se aqui de um hebraísmo, ou seja, expressões características do hebraico que traz um sentido maior daquilo que se lê. 
Na linguagem hebraísta, o número sete tem um significado muito especial. Vai além do simples valor numérico. O número sete e seus múltiplos ou derivados tinha o sentido de infinidade, interminável. Sendo assim, Jesus estava dizendo que, tantas quantas vezes nosso irmão pecar contra nós devemos perdoá-lo.
Mas o que é o pecado aqui referido por Pedro e Jesus? Essa palavra tem origem no grego hamartanõ e significa ofender e defraudar.
Então, devemos perdoar nosso irmão sempre quando ele nos ofender ou nos defraudar. Não há limites para exercermos o perdão.
 
 
Prof. Ms. Jonas R Santin
Meios divinos de Santificação passos para a salvação Pastor Jos Wellington Bezerra da Costa fala sobre a AD Formatura do curso Bacharel em Teologia 2015 Cursos para 2017 Até quantas vezes devo perdoar meu irmão? Receberei uma pedra branca
Rua Pará, 282
Bairro Humaitá
Bento Gonçalves - RS
prof.jonas@etcap.com.br
Tel:0xx54 98132-8115
InicialQuem SomosCursosPólosNotíciasFotosBlogFale Conosco 2012 © ETCAP, Direitos Reservados.